Mapa do furto: descubra onde seu veículo corre perigo em Ribeirão Preto (2021)

Reportagem: Cristiano Pavini

Mesmo Ribeirão Preto vivenciando seu cenário mais crítico da pandemia no primeiro semestre de 2021, com medidas restringindo a circulação de pessoas, a cada seis horas um veículo foi levado por criminosos. Nove em cada dez vítimas haviam estacionado em vias públicas.

O levantamento foi feito pelo Farolete a partir de dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP). De janeiro a junho, 722 automóveis foram furtados em toda a cidade. Ao contrário do roubo, em que a vítima é ameaçada, o furto ocorre sem violência, geralmente quando o proprietário está distante do local.

Do total de veículos levados, 640 estavam estacionados em locais públicos. A partir dos dados informados nos boletins de ocorrência, Farolete localizou o endereço exato de 637 deles.

Nessa reportagem, disponibilizamos um mapa interativo com cada um desses locais, banco de dados para consultar as ruas e bairros, um resumo dos principais pontos de concentração de furtos e comparativo com anos anteriores.

Farolete já havia publicado, no ano passado, uma reportagem com o mapa dos furtos de 2019 (relembre aqui ).


Banco de consulta

A rua Paschoal Bardaro e as avenidas Maria de Jesus Condeixa e Marechal Costa e Silva lideram o ranking dos furtos de veículos no primeiro semestre de 2021, com oito ocorrências cada.

Para efeito de comparação, em 2019, considerando todos os doze meses, as campeãs foram as avenidas Capitão Salomão e Leão XIII, com 21 casos. Em ambas existem instituições de ensino superior e técnico, que em 2021 ficaram fechados pela pandemia.

Consulte, na tabela abaixo, os registros de furtos de janeiro a junho de 2021 nas suas ruas de interesse:


Entre os bairros, o Campos Elíseos é campeão absoluto: 64 veículos levados, mais que a soma do segundo e terceiro colocados, o Centro (28) e o Jardim Paulista (27).


Mapa do furto

Navegue no mapeamento dos 637 furtos que identificamos em vias públicas no primeiro semestre deste ano. Antes, fique atento:

– Foram listados apenas veículos estacionados em ruas, avenidas ou estacionamentos públicos. Não incluem crimes praticados em estabelecimentos privados ou residências.

– O mapa lista os locais. Assim, se dois ou mais crimes foram praticados exatamente no mesmo endereço, serão contabilizados em apenas uma bolinha no mapa. Por exemplo: foram registrados 3 veículos furtados na Avenida Maria de Jesus Condeixa, exatamente em frente ao número 600. No mapa, apenas um deles aparecerá. Para a quantidade, use o banco de dados.

– Visualização e interação ficam melhores em computadores. No celular, use os dois dedos, em formato de pinça, para dar zoom.

– Clique nas bolinhas para acessar os dados da ocorrência



Com a pandemia, os criminosos mudaram alguns alvos. Furtos ao redor de faculdades, por exemplo, diminuíram, já que as aulas ficaram a maior parte do tempo em caráter virtual. O mesmo em relação a centros comerciais, em razão das restrições de abertura.

Em contrapartida, houve uma maior pulverização dos furtos para os bairros residenciais. Um dos poucos sem nenhuma ocorrência é a City Ribeirão, em que a população se uniu e viabilizou uma central de videomonitoramento com as câmeras residenciais.


Comparativo

Em 2020, Ribeirão teve o menor número de furtos ou roubos de veículos desde 2003. Isso ocorreu principalmente em razão da pandemia, pela redução na circulação de pessoas.

Comparando apenas o primeiro semestre de cada ano, 2021 teve crescimento de 26% nos veículos furtados em relação ao ano anterior e, apesar de ter menos ocorrências do que 2019, 2018 e 2016, foi superior aos seis meses iniciais de 2017.


Como fizemos essa reportagem

Agregamos os dados mensais disponibilizados no Portal de Transparência da SSP, filtrando apenas o município de Ribeirão Preto. Excluímos as ocorrências duplicadas (um crime pode ter mais de um boletim relacionado), separamos apenas os furtos ocorridos em locais públicos e padronizamos os nomes dos logradouros (por exemplo: a mesma rua é grafada como Capitão Salomão, Cap. Salomão, C. Salomão) utilizando a ferramenta Open Refine.

Gostou?

Então compartilhe:



Curta nossa página no Facebook clicando AQUI e entre em nosso grupo de WhatsApp AQUI, em que enviamos reportagens como essa diretamente em seu celular.