Saiba qual vereador teve mais votos no seu bairro em Ribeirão Preto

Reportagem: Cristiano Pavini

No primeiro turno das eleições de 2020, cerca de 298,5 mil eleitores votaram nos candidatos a prefeito e vereador em 128 colégios eleitorais distribuídos por Ribeirão Preto. Duarte Nogueira (PSDB) venceu em todos os locais de votação. Já na disputa pelo Legislativo, cada bairro teve o próprio contexto.

Farolete analisou os resultados dos 560 candidatos a vereador (considerando apenas os aptos na disputada) em cada uma das 1.130 seções eleitorais existentes na cidade, e agregou os votos por colégio eleitoral.

Na ferramenta de consulta interativa abaixo, é possível verificar quais foram os cinco mais votados em cada colégio eleitoral (incluindo nulos e brancos). Use o campo de filtro para pesquisar o nome do colégio, do bairro, do candidato ou partido:


Os grandes campeões nesta disputa ao Legislativo foram os brancos e nulos: juntos, somam 46.195 ‘votos’. Para efeito de comparação, é nove vezes a votação de Igor Oliveira (MDB), o candidato mais votado em 2020, apoiado por 5.061 eleitores.

Brancos ou nulos ficaram em primeiro no ranking em 95 dos 128 colégios eleitorais, evidenciando o descontentamento do eleitor com os candidatos.

Quem teve o maior número absoluto de votos em um único colégio eleitoral foi França (PSB): arrebatou 783 eleitores da escola Geraldo de Souza Espin, localizada no Bairro Florestan Fernandes,  no complexo Ribeirão Verde, seu reduto eleitoral. Ele teve 21% do total de votos nessa escola, ou seja: um em cada cinco votantes o escolheu.

Já na Barão de Mauá, escola com maior número de eleitores presentes (excluindo a abstenção), o páreo foi disputado: descontando brancos e nulos, Marcos Papa (Rede) foi o mais votado, escolhido por 144 dos 5.169 votantes, representando apenas 2,7% do total. Ou seja: o eleitorado se dividiu entre vários candidatos, sem privilegiar apenas um.

Veja, abaixo, a distribuição dos colégios eleitorais no mapa. Clique em cada um para saber os cinco mais votados (visualização melhor em computadores do que smartphones).


TOP 5

Apesar de ter sido o segundo vereador mais votado, Marcos Papa (Cidadania) é o que mais vezes apareceu no TOP 5 dos 128 colégios eleitorais (incluindo brancos e nulos): esteve entre os cinco mais votados em 41 deles, mostrando que seu eleitorado foi pulverizado por várias regiões da cidade, não se concentrando em apenas um bairro.

Igor Oliveira (MDB), o mais votado das eleições 2020, vem em seguida: ficou no TOP 5 em 34 locais de votação.

Brando Veiga (Republicanos) e Duda Hidalgo (PT) aparecem no TOP 5 em 23 e 22 locais de votação, respectivamente. Ambos ficaram à frente de Lincoln Fernandes (PDT), terceiro vereador mais votado, que aparece entre os cinco campeões de voto em 19 colégios eleitorais.

Essa divisão, porém, não considera as distorções dos colégios eleitorais. Um vereador pode não aparecer no TOP 5 de um local com muitos eleitores, mas ter tido expressivo apoio. Superior ao de um candidato que ficou entre os mais votados em um colégio com poucos votantes.

Por exemplo: Lincoln ficou em 10º na Barão de Mauá, com 73 votos. Já Zé Maria do Bar (PSB) foi o primeiro na Nave da Saudade (Jardim Zara), mas com apenas 12 votos.


Território

Na somatória dos candidatos a vereador por bairros, o PSDB foi o mais votado nos colégios eleitorais do Centro, seguido pelo PP, Novo e Cidadania. Já no Ipiranga (zona Norte), MDB, PSB e DEM se saíram melhor.

A votação nos bairros, porém, não segue a linha ideológica do eleitorado: um candidato que tenha um reduto eleitoral forte em uma região irá naturalmente agregar mais apoio, sem que isso signifique a preferência dos moradores por aquele partido em específico. É um voto na pessoa, e não no programa partidário.



Achou importante?

Então compartilhe em suas redes sociais:

Também curta a página do Farolete no Facebook clicando AQUI e entre em nosso grupo de WhatsApp AQUI



Ajude o Farolete!

Faça parte do movimento para viabilizar outras reportagens, fortalecendo o jornalismo local independente! Estamos com uma campanha de financiamento coletivo no Catarse. Com a partir de R$ 10 mensais, você nos ajuda a estruturar o site! Clique aqui e acesse.